Boa Quaresma!

Boa Quaresma!

Tuesday, June 21, 2016

Arriscar é: ser tudo

Ser tudo é caminho de perfeição.
Não ficar aquém nem alem!
Ser o que nos é possivel é ser tudo!
Creio que o tudo se identifica com o bem.
O bem se identifica com o melhor para todos.
O melhor para todos o que mais serve a vida de todos.

Thursday, May 19, 2016

Arriscar é: Mariar

Pelo fruto se conhece a árvore...
Gosto de me deter a adivinhar Maria a Mãe de Jesus
e a minha Mãe!
Por Ela se chega a Jesus, mas por Jesus também se chega a Ela!
Não será difícil de encontrarmos nesta Senhora toda a capacidade de entrega,
acolhimento, perdão, firmeza, docilidade, autoridade e Paz que por Seu Filho
nos chega.
E que tal fazermos este exercício connosco.
O que em nós já a reflete? 

Wednesday, March 16, 2016

Arriscar é: aproximar

Uma das artes mais esquecidas e ignoradas é a da aproximação.
Muitos desistem à primeira dificuldade ou rejeição.
Requer paciência e delicadeza.Tempo.
Não só com o desconhecido mas com o que já conhecemos.
E o resultado é algo experimentado apenas por alguns. Muito poucos.
Mas é fantástico!

Monday, February 15, 2016

Arriscar é: se

Se eles gostam de estar em casa em vez de sair...
Se eles se chateiam contigo muitas vezes...
Se eles falam do que está mal...
Mas permanecem...
Será que deixaram de amar?

Friday, February 12, 2016

Arriscar é:recasar

Andamos não só separados uns dos outros mas de nós mesmos.
Queremos o que não temos e somos sem dar valor ao que somos e temos.
Casemos a nossa vida com o que ela e nós somos!

Monday, January 04, 2016

Arriscar é: aplanar

Aplanar os nossos caminhos para acolher e partilhar.
Este é o desafio deste tempo.
Que na nossa vida haja mais equilíbrio para chegar aos outros e os outros chegarem a nós.
Sempre com muita esperança e confiança.

Tuesday, December 22, 2015

Arriscar é: noelar

 Desejamos a todos
 que o Menino Deus
 acrescente amor e misericórdia
 aos vossos corações!

Arriscar é:a nossa parte

E se cada um se preocupasse antes de tudo com a sua parte?
O problema é que nos envolvemos tanto com a parte dos outros 
que não depende de nós
e a nossa fica esquecida!
Se cada qual se envolvesse mais e bem com aquilo que lhe compete
todas as partes estariam bem. 
Na verdade essa é a única parte que depende inteiramente de nós!